MOSTRA DE RESULTADOS

De 6 a 8 de dezembro (sexta a domingo), em diferentes locais de Divinópolis e Itaúna, esses novos empreendimentos criativos estarão reunidos durante a Mostra Ativa, que prevê apresentação final de resultados do Programa Aceleradora Ativa (https://www.facebook.com/aceleradoraativa). 

 

Em três dias, o público terá acesso a uma série de ações, que vão dar visibilidade aos produtos e serviços que foram desenvolvidos por empreendedores culturais da região. Toda programação da Mostra ATIVA é gratuita. A abertura acontece no dia 6 de dezembro, sexta-feira, a partir das 18h, na Galeria Giva Sartori com inauguração da exposição de lançamento dos produtos e apresentação da Mostra Ativa. Serão expostos painéis dos nove projetos acompanhados pelo programa aceleradora ATIVA. O público vai conhecer o percurso de cada uma das iniciativas e também terá acesso a produtos criados como peças de roupa de moda inclusiva para deficientes visuais da “Ver Além”, objetos de design decorativo inspirados em práticas da tradição local, como gravura, cachepôs, papelarias  da “Oficina Constantina”, espelhos emoldurados pela técnica do mosaico concebidos pela Ateliê Mosaico e ainda, a linha de produtos sustentáveis com canudos de bambu e Ecopad (esponjas de maquiagem facial) da “Meu Broto”. Os produtos estarão à venda no evento que tem entrada gratuita (sujeita à lotação do espaço). 

 

No dia 7, sábado, a programação continua com foco nas linhas de serviços criativos desenvolvidas no programa Aceleradora ATIVA. De 10h às 13h, na cidade de Itaúna (MG) tem lançamento da loja colaborativa Sonhos Compartilhados com apresentação do músico Rafael Bessa (voz e violão). Em seguida, de 16h às 19h, o evento acontece em Divinópolis, no Hub Estação D, novo espaço de coworking idealizado pelo empreendedor criativo Igor Bastos. Seguindo o modelo de um “Demo Day”, a ação envolve uma rodada de apresentação de negócios criativos para possíveis clientes. Nesse sentido, o “Casa Palavra” vai realizar um ensaio aberto de palhaçaria, o Grupo de Teatro Instituto Alma e “Meu Broto” divulgam novos serviços de consultoria. Logo após, tem lançamento do Blog Boutique do Livro e do Zine Palavra.

 

E no dia 8, domingo, de 11h às 17h, tem a festa de final de ano da Associação de Moradores do Bairro Ponte Funda. Está previsto inauguração da pintura do muro da Associação, apresentação musical de Felipe Cassimiro (Divinópolis, MG) e lançamento do projeto Viva a Música, seguido de Natal Solidário da Associação.

 

A Mostra Final foi concebida colaborativamente entre os empreendedores dos projetos acelerados e a coordenação do programa, envolvendo o apoio de parceiros locais. As ações foram planejadas de acordo com os perfis de público e propósitos de cada iniciativa, com o objetivo de celebrar os resultados. Segundo Andreia Costa, uma das coordenadoras do programa “validar os resultados junto ao público, nesta etapa, é uma forma que além de medir resultados proporciona a conexão com outros setores ampliando assim o impacto positivo das ações de formação na economia criativa”. 

 

Para chegar a esses resultados, foram três meses de trabalho de setembro a novembro de 2019. Outra coordenadora e mentora do projeto, Joana Meniconi, conta que os 10 empreendedores selecionados via edital para a aceleração de projetos culturais e artísticos, em Divinópolis e região, passaram primeiro por uma imersão para estudar o mercado e compreender a viabilidade e demanda do trabalho criativo proposto. “Como se relacionar com o mercado, estudos de persona, testes de validação. Eles saíram no final da imersão com mais clareza dos objetivos do negócio”, explica.

 

Em seguida, os empreendedores fizeram encontros com consultores e profissionais de empreendedorismo cultural criativo de Belo Horizonte como Osmar Alves de Oliveira Neto, Fernando Maculan, Romulo Avelar, Carolina Braga, Laísa Bragança, Andreia Costa e Joana Meniconi. De acordo com Joana Meniconi, as mentorias realizadas em aulas coletivas propunham ferramentas e práticas para que os alunos desenvolvessem seu próprio produto. “Master classes, aulas criativas, cases, referências. Em seguida, as mentorias vinham e alinhavavam. Esse é o grande segredo do projeto porque ele é voltado para qualificar o trabalho, a geração de renda e a profissionalização de empreendedores criativos”, explica.

 

Como apoio, o programa ofereceu a capacitação em metodologias de negócios de inovação, recursos financeiros para o desenvolvimento de novos produtos e apoio na comunicação institucional das iniciativas, por meio da impressão de peças gráficas e produção audiovisual.